sábado, 12 de outubro de 2013

Jogo do Copo e o Tabuleiro Ouija: A arte de conversar com os mortos

3 comentários:
 

Que atire a primeira pedra quem nunca brincou, na infância ou adolescência, o famoso "Jogo do copo", jogo esse que só pela sua menção já fazia os mais medrosos saírem de perto. Na realidade o Jogo do Copo é a forma abrasileirada de se jogar o Tabuleiro de Ouija, na falta de um tabuleiro é comum utilizarmos de uma cartolina para a criação do jogo, bem como de um copo fazendo o papel de indicador/comunicador móvel. Após escrevermos e recortarmos todas as letras do alfabeto nós os colamos ao redor da cartolina, com o copo em mãos já temos quase todo o material  necessário para nos comunicarmos com os mortos, mas, ainda falta o principal ... a coragem!

Tabuleiro do jogo do copo, bastante semelhante ao Ouija


A técnica de comunicação do tabuleiro ficou conhecido após 1848, ano esse em que as duas famosas médiuns (e irmãs) norte-americanas Kate e Margaret Fox contactaram o espírito de um vendedor que havia morrido a apenas alguns anos. Sendo essas duas irmãs as responsáveis pelo surgimento e alastramento do espiritualismo nos Estados Unidos, posteriormente, vindo a influenciar o próprio Allan Kardec, o criador do espiritismo moderno.


Tabuleiro de Ouija


Existem diversos indícios que apontam para um possível aperfeiçoamento do antigo tabuleiro por volta de 1853, o responsável pelo funcionamento atual do tabuleiro, tal qual nós conhecemos, foi o espiritualista M.Planchette. Sendo atribuído a ele a criação do indicador móvel como nós conhecemos hoje em dia.


Algumas pessoas não gostam de classificar o Ouija como um jogo, alegando se tratar da mais pura necromancia, estando assim bem longe de ser um jogo ou uma brincadeira. Alguns até mesmo atribuem o desaparecimento e até mesmo o falecimento de jogadores ao tabuleiro, já que após utilizarem o Ouija a fatalidade não tardou a chegar para alguns desses infelizes corajosos, que, decidiram colocar a prova a imortalidade. Muitos condenam o jogo por acharem que ele é um jogo inconsequência e imprevisível, já que os participantes não possuem qualquer critério ou poder de escolha quanto a quem irá aparecer para responder as suas perguntas. Tanto pode ser invocado um espírito do bem, bondoso e prestativo, quanto um espírito das trevas, cruel e com sede de sangue.

O funcionamento do jogo (ou da comunicação com os mortos) é bastante simples, sendo essa a razão de tamanha periculosidade que o tabuleiro possui. Não existe nenhuma regra que indique um lugar especifico para se realizar o jogo, sendo muito comum serem praticados até mesmo em escolas, mas, o lugar mais ideal para o contato com os mortos (que mostrou mais resultados) é onde o ambiente seja calmo e com pouca luminosidade. Já que os espíritos costumam se manifestar mais, normalmente, em lugares tranquilos sem confusão ou agito humano. Também não existe uma especificação quanto ao número de participantes, podendo variar desde uma só pessoa até mesmo grandes grupos, como 10 participantes. Mas o ideal para a comunicação é algo em torno de 4 ou 5 pessoas, já que com grande quantidade de pessoas a baderna e bagunça pode impossibilitar a comunicação.

É necessário que os participantes coloquem os dedos sobre a seta (ou no caso do jogo do copo, o próprio copo) e façam perguntas aos espíritos que ali se encontram. O espírito irá exercer uma força sob a mão do grupo indicando suas respostas. Aconselho a perguntarem primeiramente o sexo e o nome do espírito passando posteriormente a questões mais complexas.
Pensem no tabuleiro como a porta de uma casa aberta no meio da noite, fique preparado e avisado que tanto podem entrar convidados educados, como também, pessoas grosseiras e maldosas.

Caso tenham interesse em adquirir um tabuleiro Ouija ele pode ser achado em diversos sites de vendas pelas internet, variando bastante de preço. Mas se quiser fazer uso do copo e do tabuleiro made in Brasil, funcionará da mesma maneira.

Bom jogo a todos ... e boa sorte!!!!!


Imagens





Vídeo






3 comentários:

  1. Isso não é brincadeira! A melhor coisa a fazer é ficar bem loge desse taboleiro. Fui testemunha de casos onde pessoas morreram ou enlouqueceram

    ResponderExcluir
  2. Estou querendo jogar com uns amigos mais estou em duvida depois de tudo que lemos a respeito

    ResponderExcluir
  3. Só pra constar do seu post, tive diversas experiências com este tipo de "jogo" no passado. Muitas vezes parece funcionar, e no entanto é apenas influência psicológica, e outras vezes funciona de verdade, isto normalmente depende do seguinte fator: se alguém no grupo possui faculdades paranormais, uma sensibilidade astral a mais. Como é o meu caso. Com o tempo percebi que este tipo de prática tanto pode se revelar inútil como perigosa, pois espíritos bondosos são extremamente raros e a mim só veio um, da primeira vez que pratiquei ainda criança. Este espírito avisou que não devíamos nunca mais evocar os mortos, pois jamais outro ser "do bem" viria. Pra quem tiver vontade de fazer, quem sou eu para dizer que não deve, não é? Só que deve estar atento a todos os pontos, inclusive, como eu já disse, que é perigoso quando feito de qualquer maneira (salvo os casos de kardecismo elaborados e cuidadosos). Tanto eu como alguns amigos fomos obsediados por espíritos malignos, sendo que meu caso foi mais sério e permaneceu durante um ano. Experiências quanto a isto não devem ser relatadas aqui, a não ser que se parecem com verdadeiros filmes de horror que tanto apreciamos. Enfim, gente, tenham cuidado, mas no fim lembrem-se que se trata simplesmente de pessoas que morreram e que em geral não encontraram paz, que desejam se manifestar em nosso plano, e consequências disso são ilimitadas. Um abraço para todos.

    ResponderExcluir

 
© 2012. Design by Main-Blogger - Blogger Template and Blogging Stuff